Os Comunistas Verdadeiros são contra o regime atual do Brasil que é o Socialismo Caridoso o qual aumenta o número de pobres. 
O  MELHOR  VOTO 
é o  voto   em  candidato  de qualquer partido que tenha as seguintes características :  saude e físico  e olhos perfeitos , casado legalmente com pessoa  com essas qualidades , com filhos menores de 21 anos ,  proprietário de imóvel próprio  quitado ou financiado situado em loteamento legal, com ficha limpa no SPC , polícia  e forum, não ter nenhum vício, disposto a trabalhar como vereador em regime de dedicação exclusiva.

Se ele ou sua esposa  for funcionário publico ou de empresa estatal  deverá assumir  o compromisso por escrito  de combater os "burocratas-ladrões" .

OU  O VOTO EM CANDIDATO QUE  DECLARE SER UM  "COMUNISTA VERDADEIRO" mesmo que não seja filiado ao  PCB ou PCdoB

OU ENTÃO  O VOTO NA  LEGENDA DO PARTIDO COMUNISTA  
unicamente porque  é   "partido-irmão " do Partido Comunista de Cuba  o qual não  é um partido eleitoral , e lhe está proibido de nomear candidatos  e  de participar em qualquer outro momento do processo eleitoral. Esta concepção e esta prática garantem que, num  sistema onde existe um só partido desenvolva e prevaleça  a mais  ampla pluralidade de opiniões. Os comunistas combatem as "ditaduras capitalistas sanguinárias" dos paises com mais de um partido eleitoral , por exemplo E.U.A. e Brasil.

 COMUNISTA DE VERDADE DEVE FAZER MOBILIZAÇÃO

CONTRA A LEI DAS COTAS EM CONCURSOS PUBLICOS.....

WWW.CONSCIENCIABRANCA.TK

CONTRA A PERMISSÃO CONSTITUCIONAL DE ACUMULO DE CARGOS PUBLICOS

CONTRA  A JORNADA INFERIOR A  8 HORAS DIÁRIAS OU 40  SEMANAIS   PARA FUNCIONÁRIO PÚBLICO  ou A FAVOR DE JORNADA INFERIOR A ESSA PORÉM COM REDUÇÃO DE SALÁRIO DESDE QUE NÃO EXERÇA OUTRA ATIVIDADE PROFISSIONAL .

A FAVOR  DO REGIME DE DEDICAÇÃO EXCLUSIVA PARA  VEREADOR , DEPUTADO, SENADOR ,PREFEITO, GOVERNADOR, PRESIDENTE , MINISTRO , SECRETARIO ESTADUAL OU MUNICIPAL . EXEMPLO : PODER JUDICIÁRIO DA VENEZUELA EM OBEDIENCIA À CONSTITUIÇÃO  DESTITUI QUEM VIOLA ESSA LEI.

CONTRA A CONTRATAÇÃO E A EXISTÊNCIA DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CONTRATADOS SEM CONCURSO PUBLICO .

CONTRA  O NÃO  CUMPRIMENTO DE HORÁRIO POR  FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS

FÓRMULA PARA CARREIRA PROFISSIONAL FELIZ E BEM SUCEDIDA  https://sites.google.com/site/pauloat44/2  

A  FAVOR  DO "JUS POSTULANDI" PARA TODAS AS ÁREAS   DO  DIREITO https://sites.google.com/site/pauloat44/7

 http://twitter.com/juspostulandi 

A FAVOR DE ENSINO À DISTANCIA , SEM AULAS PRESENCIAIS  https://sites.google.com/site/pauloat44/10

CIDADE DE HORIZONTE FEIO  https://sites.google.com/site/pauloat44/11 

CONTRA  O  "SOCIALISMO CARIDOSO" E CONTRA  O  "SOCIALISMO NAZISTA" E CONTRA AS "DITADURAS CAPITALISTAS CRIMINOSAS" DOS PAISES COM MAIS DE UM PARTIDO ELEITORAL . Exemplos : E.U.A e Colombia

CONTRA TODAS AS PRERROGATIVAS DE CONTROLE DOS PARTIDOS. O PRIMEIRO PASSO SERÁ QUE QUALQUER PESSOA, FILIADA OU NÃO A PARTIDO POLÍTICO, TENHA DIREITO DE SE CANDIDATAR

O MOTIVO É QUE  MILHÕES DE PESSOAS QUEREM SER FUNCIONÁRIOS PUBLICOS OU DE EMPRESAS  ESTATAIS.....     

A  GRANDE  DESGRAÇA  É QUE  A MAIORIA  FAZ CONCURSO E  APÓS A POSSE , NO DIA  SEGUINTE, COMEÇAM A RECLAMAR E PROTESTAR CONTRA BAIXO  SALÁRIO E PEDIR  DIMINUIÇAO  DA JORNADA  DE TRABALHO....  

 A  enquete   sobre  as  cotas raciais em concursos públicos da Câmara dos Deputados foi encerrada logo apos a votação da Lei e tinha o seguinte resultado  :  86,34% votaram NÃO  (66.101)    13,04% votaram SIM à Lei (9.983) e 0,62%  (476)abstiveram. Os denominados representantes dos brasileiros votaram assim: 314 Deputados votaram SIM á Lei .  36 Deputados votaram NÂO  e seis abstiveram . A Deputada Jô Moraes votou a favor dessa Lei racista.
Na enquete  do Senado foi perguntado : Você  é a favor de cotas  raciais ou cotas sociais  ou  nenhuma cota e o resultado foi    3% foram a favor de cotas raciais , 52 % contra qualquer cota e 48% a favor de cotas sociais.

LUTA POR MERITOCRACIA NOS CONCURSOS PÚBLICOS 

 Luta contra "Socialismo Caridoso" que aumenta número de pobres

FILÓSOFO GEORGE BERNARD SHAW DISSE: "UM GOVERNO QUE ROUBA DE PEDRO PARA DAR À PAULO PODERA SEMPRE CONTAR COM O APOIO DE PAULO."

PROPONHO TOMADA DE POSIÇAO  DE TODOS OS PROFESSORES E DE TODOS OS DIRIGENTES DE ESCOLAS CONTRA COTAS RACIAIS EM CONCURSOS PÚBLICOS,  E AFIXAR EM LOCAIS VISÍVEIS  A DECISÃO CONTRA AS COTAS RACIAIS. 

JÁ QUE    O PROJETO FOI APROVADO NA CÃMARA FEDERAL , PEÇO CAMPANHA CONTRA A REELEIÇÃO DA "MULHER SEM  MARIDO E SEM FILHO QUE CERTAMENTE NUNCA PARTICIPOU DE CONCURSO PÚBLICO E CONTRA A REELEIÇÃO DE TODOS OS APOIADORES DESTA LEI.

 PEÇO ENVIO DE PEDIDO A TODOS OS SENADORES PARA QUE REPROVEM ESSA LEI  RACISTA E INCONSTITUCIONAL  OU ENTÃO A MODIFIQUEM.   

LEIA NO FINAL DESTA PÁGINA COMO VOTARAM OS DEPUTADOS FEDERAIS

 

A Presidente Dilma enviou ao Congresso Projeto reservando 20% das vagas para negros. É proposta eleitoreira. Eu sou totalmente contra porem já que foi aprovada na Camara Federal proponho as modificações seguintes:

 

Durante 12 meses  , 10% das vagas serão para negros e  mestiços e deficientes físicos e tambem para pessoas com as caracteristicas seguintes: 

 

saude e físico e olhos perfeitos , casado legalmente com pessoa com essas qualidades , com filhos menores de 21 anos , com ficha limpa no SPC , polícia e forum. não ter nenhum vício , morador nos últimos 5 anos em imóvel situado em loteamento legal ,  isto é , não morador de favelas ou terrenos linvadidos ; fortes o suficiente para carregar peso de 50 quilos por 30 metros.

 

Os negros e mestiços deverão ter saude e fisico e olhos perfeitos e serem fortes o suficiente para carregar peso de 50 quilos por 30 metros.

 

A ideia é que essas pessoas especiais assumam cargo de chefia após o ingresso no Serviço Público.

 

No edital do concurso deverá constar número de vagas e  nota mínima para aprovação e se os deficientes fisicos e os negros e mestiços  não conseguirem essa nota minima as vagas serão preenchidas pelos que alcançaram a nota mínima , para não ser necessário a realização de novo  concurso. O edital deverá  proibir a participação de  funcionário público ou de Entidades e Empresas Estatais  atravez desse sistema de cotas.  Os beneficiarios  do sistema de cotas deverão exercer seus cargos em regime de dedicação exclusiva sob pena de demissão , isto é ,  não exercer outra atividade profissional . 

 

 

 

20% DE TODOS OS CARGOS EM COMISSÃO OU DE RECRUTAMENTO AMPLO TAMBÉM DEVERÃO SER OCUPADOS POR AFRODESCENDENTES.

 

Apresentamos  argumentos irrefutáveis : 

 

Com a realização de concursos públicos, ingressam na Administração Pública pessoas de 18 a 50 anos, de fragilidade física, de olhos míopes presbiópicos, hipermétropes, astigmáticos, ou de um olho somente, solteiras, desquitadas, gorduchas, etc. 

 

Exemplos: Paulo Antonio Trindade 24 anos ,Escriturário,mestiço ou pardo,com 4 graus de miopia e tambem seus inimigos  seguintes:  Vandir Fernandes( preto ,olhos com 5 graus de miopia ), José Cosme de Almeida ( 18 anos,nascido e morador  no Mato Grosso, preto, 1,60m), Marta Drumond Andrade (um olho somente, 19 anos, 40 kg, 1,55m), Rejane Conceição Araujo (  mestiça-escura, nascida na cidade de Formiga) , Clementina (solteira ,45 kg, olhos com 4  graus de míopia, 40 kilos), Conceição Alves Cruz , 1,55m, mestiça-escura, 40 kg, olhos defeituosos), Maria Carolina Aguiar (mestiça, solteira), Heloisa ,Auxiliar de Escritorio que atuava como Escriturária, baixotinha , 18 anos,40 kg, feia.

Fabiano de Cristo Mendonça Chaves, solteiro de 35 anos quando ingressou na Prefeitura, cego de um olho, morador em Contagem, Auxiliar de Escritório que trabalhava como Escriturário, ,etc.

Esses servidores não são apenas trabalhadores, mas são também representantes da população brasileira ( e um sábio famoso já disse que este país é um imenso hospital). 

Em toda repartição haverá sempre um servidor com maior capacidade física ou intelectual ou motivação para realizar determinada tarefa que outro.

Pouco importa se este ou aquele servidor não tenha condições de contribuir com um trabalho igual ao que um servidor de saúde total seja capaz de produzir, exatamente como adolescentes em relação ao pai ou a mãe ou irmãos adultos, ( ou pessoas idosas em relação às mais novas) em uma família. ( ver na Bíblia em 1 Coríntios 12:14-18,21,22 ou Romanos 15:1,2). 

Situação pior  é a concessão de promoções e/ou concessões de horas-extras desnecessárias e ou não cumpridas e outras vantagens antijurídicas, a funcionários em desvio de função ou contratados sem concurso público, ou que se comportem antijuridicamente em relação a algum colega ou usuário do Serviço Público, e/ou que permanecem praticamente á-toa dentro da repartição . Isto significa PREMIAÇÃO POR COMPORTAMENTO ANTI-JURÍDICO , A PESSOAS QUE NÃO MERECEM. 

A situação pior de todas, e que ocorre muito, é a existência de servidores contratados sem concurso público, e/ou que acumulam cargos públicos ilegalmente  ou legalmente e/ou que se comportam desonestamente com colegas ou usuários do Serviço Público, e além de todos esses defeitos, são pessoas de fragilidade física e/ou míopes, presbiópicas, hipermétropes, astigmáticas, de um olho somente, e/ou solteiras ou desquitadas, etc. e o pior é que, ocupando cargo de chefia, apoiam e recompensam  funcionários  com essas caracteristicas.  

Observando todos esses fatos vemos a importância de um chefe que seja mais “forte”, somando-se capacidade física, intelectual, psicológica, e o merecimento social, exatamente como o pai ou a mãe em uma família ideal, na distribuição das tarefas em uma residência, e na imposição da “mesada”, premiação ou pagamento a cada membro, após livre diálogo com todos êles.  

Exemplos de "chefes inimigos-públicos" :  

Célio Caetano Batista, baixinho de óculos de lentes grossas que distribuía  balinhas de má qualidade , Diretor de Departamento na Prefeitura  e Professor no Imaco. (eu ganhei uma balinha). 

Antonio Libério Neves, nascido em Goiás, proprietário de diploma de bacharel em Direito ,apostilado em cargo de chefe que dizia não ser chefe da biblioteca pública do Imaco , porem era indicado como chefe pelos funcionários, e que trabalhava como revisor ortográfico para editoras no hórário em que deveria estar á toa ou melhorando a biblioteca isto é , invadia mercado de trabalho de outros profissionais dentro da repartição pública.

Adauto Junqueira Rebouças, chefe da Seção de Documentação do Colégio Imaco, seção criada para que ele ocupar e se aposentar com salário de chefe, ocupante de cargo  de Faxineiro, proprietario de diploma de bacharel em Direito, baixinho com óculos de lentes grossas de miopia (4 gráus) . 

WILSON CHAVESvice-diretor do IMACO - foi deputado Estadual de 1963 a 1967, nascido em Mariana, aparecia no IMACO as segundas quartas e sextas feiras onde permanecia uma hora conforme funcionários. Frequentou faculdades e se tornou proprietário de diploma de Bacharel em Direito e proprietário de diploma de Professor. Frequentou Escola nos E.U.A. onde se tornou proprietário de diploma de Especialista em Administração Escolar e onde apreneu os métodos de controle social dessa "ditadura capitalista civil sanguinária". Reclamei com ele certa noite sobre a desorganização da Biblioteca Pública do IMACO  e o fato de ter sido transferido o empréstimo de livros ao público do horário da tarde para o horário da noite devido à chegada a biblioteca do funcionário estudante de medicina Nabil Halabi  e  do tesoureiro da Prefeitura apostilado "doutor" Sérgio e êle falou rindo que ia fazer reunião para discutir o assunto.

LÚCIA MASSARA  - Nascida em Santa Luzia. Foi diretora de departamento na Prefeitura e Professora de Direito Civil na UFMG á noite.Provávelmente trabalhava como autônoma na parte da manhã com as très irmãs.
Essa burocrata decidiu ser professora tambem porque sofreu uma influência  bastante forte de dois professores que conheceu no período inicial de sua vida de estudante belohorizontina. Um foi João Milton Henrique que foi seu professor de prática jurídica no curso de Contabilidade que fez no IMACO e o outro foi o professor Wilson Melo da Silva ,que foi seu professor na Faculdade de Direito. Esses dois burocratas proprietários de diploma de bacharel em Direito foram  seus colegas de trabalho na Procuradoria da Prefeitura. Para estudar e trabalhar ela e mais très irmãs viajavam todos os dias de Santa Luzia a Belo Horizonte . Somente dois anos antes da conclusão do curso de Contabilidade  a familia veio para a Capital. As quatro se tornaram proprietárias de diploma de bacharel em Direito. Vejam que absurdo : as quatro jovens solteiras moradoras em Santa Luzia conseguiram emprego e escola gratis em Belo Horizonte, cidade com milhares de homens e mulheres desempregados  com filhos menores de 23 anos para sustentar e  que não estudavam devido a não poderem pagar embora fossem tão inteligentes quanto a Lúcia Massara e irmãs.

José Martins Canoza , Diretor do Departamento de Pessoal da Prefeitura, entrou na Prefeitura aos 13 anos.

Jair Evangelista Colen  , crioulo mestiço-escuro baixote ,de óculos, com 6 filhos provavelmente todos com olhos defeituosos ,que entrou aos 13 anos para o serviço da Prefeitura. afiliado à Maçonaria e que trabalhava tambem como Contador Autonomo. Diretor do Departamento de Rendas da Prefeitura de Belo Horizonte.

Ducineia , chefe seção, baixotinha  com sovacos depilados e provavelmente perfumados , casada com Roberto , chefe no Governo do Estado, proprietários de casa na Avenida do Contorno.

Wanir Raimundo de Almeida , solteiro, crioulo mestiço-escuro, chefe da Seção de Cadastro  e filho de Coronel  e que tinha outro ou outros irmãos funcionarios tambem da Prefeitura.

Alaor Ávila - chefe da Seção de Determinação de Valores - 50 anos , barrigudo, com óculos de miopia de 5 graus, Esse "palhaço" ficava de 12 às 18 horas sentado   em cadeira giratória , à-toa , fumando com piteira dourada e cuja única função era escrever a  letra "A" em processos , sem ler.

Avelino Antonio da Silva 48 anos, Chefe da Divisão de Cadastro, que não usava óculos, por julgar deselegante ou desnecessário, isto é, usava uma lupa para ler qualquer coisa, que ingressou na Prefeitura aos 13 anos , que permanecia na seção menos 6o minutos.

Luiz Candido Assumpção,chefe de seção, trabalhador braçal em desvio de função, usuário de óculos , e que tinha um irmão Emilio tambem  de óculos  , ambos pais de filhos provavelmente com olhos defeituosos.

RAUL LOPES MURADAS Diretor do IMACO, sem filhos , casado com funcionária pública e proprietário de luxuoso escritorio de contabilidade 

DAYSE PROTZNER Cunhada do Diretor ,fu,ncionária do IMACO apostilada em cargo de chefe na Secretaria da Fazenda.
 
NELSON PROTZNER , Secretário do IMACO ,solteirão, irmão da Daise Protzner
Danilo Aguiar  ,chefe da seção de documentação médica SAME, baixinho de óculos, solteiro e que morreu vítima de Aids.
Beatriz Mascarenhas ,  chefe  da  Seção Administrativa da Procuradoria da Prefeitura, 85 anos,  solteirona sem filhos, com olhos míopes de 5 gráuos.
Vicente Araujo , Secretário Municipal da Fazenda  85 anos, com óculos e lentes grossas e  poderoso aparelho para surdez, de 1,60 m , barrigudo, acionista proprietario  de banco ,com vários ascessores com mais de 65 anos no gabinete.
Saul Barbosa Arantes ,médico  , diretor da Diretoria Executiva da Capital, mestiço-escuro, com ólhos com 5 graus de miopia, acionista proprietário da Clinica Infantil  Santos Anjos
Laura Carvalho , divorciada , com olhos defeituosos, com vários filhos, provalvelmento todos com olhos defeituosos.
Sonja Ferreira , Chefe Administrativa da Procuradoria em Salvador , Bahia, casada com gerente da Caixa Economica Federal , mestiça-escura Agente Operacional de Atendimento.
 
Antonio José Macedo , Chefe do Ambulatorio do Hospital Alberto Cavalcanti , apelidado pelos funcionários de  "doutor mais cedo" e tambem médico proctologista do Posto Médico Padre Eustáquio e outro hospital privado.
Moacir Astolfo Tiburcio  , chefe  do SAME , Serviço de Arquivo Médico do Hospital Alberto Cavalcanti e Coronel da Policia Militar e morador em casa luxuosa no Bairro Mangabeiras
Afranio Bernardino Comini Chefe do Setor de Engenharia  do  INAMPS   e Professor  de Universidade Federal e morador em casa luxuosa situada ao lado da casa do coronel Moacir.
Antonio Chiab , chefe da Seção de Impostos de Qualquer Natureza, 55 anos, baixinho com ´óculos de lentes grossas de miopia.
 

 

 

7 -

DERROTA

 

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara aprovou, nesta quarta-feira (26), projeto de lei que reserva aos negros vagas em concursos públicos e cargos comissionados na administração pública federal. As regras poderão valer por um período de dez anos. O relator, deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), fez parecer pela aprovação da proposta e de emendas. De autoria do Executivo, o texto segue para apreciação do plenário. O projeto, que está na Câmara desde novembro de 2013, tramita em regime de urgência.

 

Uma das emendas aprovadas, do deputado Luiz Alberto (PT-BA), estende a reserva de vagas para nomeação de negros aos cargos em comissão. Outra emenda, do deputado Domingos Dutra (SSD-MA), amplia o percentual de reserva de vagas para 30% nos concursos para provimento de cargos efetivos e empregos no âmbito da administração pública federal e inclui os indígenas na cota.  A proposta original estipulava 20%  de vagas reservadas somente aos afrodescendentes.

 

A CCJ também acatou sugestão da deputada Janete Pietá (PT-SP) em emenda que prevê o preenchimento dos cargos em comissão em percentuais paritários aos negros, pardos e brancos.

 

“Há uma dívida histórica que remonta aos tempos da escravidão e à posterior exclusão dos meios de educação formal, que levou à condição de pobreza a maioria dos negros do país”, disse Picciani. Ele lembrou que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, “os negros representam mais de 50% da população, mas ocupam menos de 30% dos cargos na administração pública”.

 

A cota vale para a administração pública federal e autarquias, fundações e empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União. Os deputados Alexandre Leite (DEM-SP), Marcos Rogério (PDT-RO) e Marcelo Almeida (PMDB-PR) registraram votos contrários ao parecer.

 

Em votos em separado, Marcelo Almeida e Marcos Rogério sustentaram que o projeto é inconstitucional. O primeiro alegou que a proposta pretende “restringir o acesso de um significativo contingente de candidatos, via concursos públicos, a cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública direta e indireta, por critérios que excluam fatores como a perseverança, o mérito e o esforço das pessoas”.

 

Já Marcos Rogério argumentou que “as cotas raciais não são o caminho ideal para superar as deficiências do processo de escolarização, eliminar o preconceito da sociedade e reparar negros e pardos brasileiros pelas injustiças historicamente sofridas”.

*********************************************************************************

Com 314 votos favoráveis, 36 contrários e seis abstenções, a Câmara aprovou nesta quarta-feira (26) projeto de lei que reserva aos negros 20% das vagas em concursos públicos para cargos efetivos e empregos na administração pública federal e autarquias, fundações e empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União. O projeto segue para o Senado.

Os deputados derrubaram emendas que ampliavam o alcance da medida e prevaleceu a versão original apresentada pelo Executivo. O texto aprovado reserva 20% das vagas para negros, mas não permite que a cota seja estendida para cargos em comissão, como propôs o deputado Luiz Alberto (PT-BA).

Também ficou de fora a emenda que previa o aumento da cota para 30%, incluindo índios, proposta por Domingos Dutra (SDD-MA).

Mais cedo, em comissão, parlamentares tinham acatado sugestão da deputada Janete Pietá (PT-SP) para que o preenchimento de cargos comissionados observasse percentuais paritários para negros, pardos e brancos. Outra alteração sugerida previa que a reserva fosse dividida entre estudantes de escolas públicas e privadas. Tudo isso “caiu” no plenário. Se sancionada, a cota vai vigorar por dez anos. Caberá aos candidatos se autodeclararem pretos ou pardos.

O tema dividiu opiniões dos parlamentares. O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) criticou o projeto no plenário. “Esse projeto é racista, separatista e imoral”. Já a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) defendeu a medida. Para ela, a ação afirmativa não pode virar alvo de “chacota”. “O que falta ao negro é a oportunidade. E esse projeto vai dar oportunidade”.

O deputado Sílvio Costa (PSC-PE) argumentou que a questão racial não é mais importante do que a questão social. “No sertão de Pernambuco, onde tem colonização holandesa, os brancos é que são pobres. E então os filhos dos negros ricos serão privilegiados em detrimento dos filhos dos brancos pobres”. No entanto, a maioria dos líderes partidários defendeu o projeto. “Infelizmente, fui acompanhado pelo deputado Bolsonaro nesse tema”, afirmou Sílvio Costa aos jornalistas, depois.

 

Hoje 26-03-2014  a Comissão de constituição e Justiça  deram parecer pela constitucionalidade do P.L. isto é, não entenderam que  o artigo da Constituição que  diz  que  "todos são iguais perante a Lei "  não se aplica

PROJETO DE LEI Nº 6.738/13 - do Poder Executivo - que "reserva aos negros vinte por cento das vagas oferecidas nos concursos públicos para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública federal, das autarquias, das fundações públicas, das empresas públicas e das sociedades de economia mista controladas pela União".  RELATOR: Deputado LEONARDO PICCIANI.  PARECER: pela constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa deste e das Emenda de Plenário nºs. 1, 2 e 4; e pela inconstitucionalidade das Emendas de Plenário nºs. 3, 5 e 6.  O Deputado Marcos Rogério apresentou voto em separado em 25/03/2014.  Proferido o Parecer. Apresentada Complementação de Voto. Discutiram a Matéria: Dep. Luiz Alberto (PT-BA), Dep. José Guimarães (PT-CE), Dep. Edson Silva (PROS-CE), Dep. Ronaldo Fonseca (PROS-DF), Dep. Pastor Eurico (PSB-PE), Dep. Benedita da Silva (PT-RJ), Dep. Anthony Garotinho (PR-RJ), Dep. Marcos Rogério (PDT-RO) e Dep. Chico Alencar (PSOL-RJ). Interrompida a Discussão em função do início da Ordem do Dia do Plenário da Câmara dos Deputados. Mantidas as inscrições dos Deputados: Décio Lima, Sérgio Zveiter, Ronaldo Benedet, Vicente Arruda, Esperidião Amin, Marcelo Almeida e Paulo Maluf, em 25/03/2014.  (Avulso Nº 192) 

 

 

 

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (26), por 314 votos a 36 e 6 abstenções, o projeto de lei 6738/13, do Poder Executivo, que reserva 20% das vagas em concursos públicos a candidatos negros que assim se declararem na inscrição. A proposta será analisada agora pelo Senado.

 

A reserva de vagas prevista na medida valeria para cargos da administração pública federal, das autarquias, das fundações públicas, das empresas públicas e das sociedades de economia mista, controladas pela União, como Petrobras e Caixa Econômica Federal, e valeria por dez anos. A proposta não vale para cargos do Legislativo e do Judiciário. 

 

No plenário, os deputados terão que analisar alguns pontos do texto, incluídos em emendas, que alteram trechos do projeto original. Uma das propostas aumentaria de 20% para 30% a reserva de vagas. Outras sugestões ampliam a reserva de vagas também para cargos em comissão e incluem negros, pardos e índios como beneficiários da medida. 

 

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

VEJA COMO VOTARAM OS DEPUTADOS FEDERAIS

314 Deputados votaram SIM á Lei. 36 Deputados votaram NÂO e SEIS abstiveram 

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/cotas-para-negros-em-concurso-veja-como-cada-deputado-votou/

Santa Catarina (SC)

Carmen Zanotto PPS   Sim
Décio Lima PT   Sim
Edinho Bez PMDB   Sim
Esperidião Amin PP PpPros Sim
Jorginho Mello PR PrPtdobPrp Sim
Luci Choinacki PT   Sim
Mauro Mariani PMDB   Sim
Onofre Santo Agostini PSD   Localidade: Não
Pedro Uczai PT   Sim
Rogério Peninha Mendonça PMDB   Localidade: Não
Ronaldo Benedet PMDB   Sim
Valdir Colatto PMDB   Localidade: Não

Paraná (PR)

Alex Canziani PTB   Sim
Andre Vargas PT   Sim
André Zacharow PMDB   Sim
Assis do Couto PT   Sim
Dilceu Sperafico PP PpPros Sim
Edmar Arruda PSC   Localidade: Não
Eduardo Sciarra PSD   Localidade: Não
Giacobo PR PrPtdobPrp Sim
João Arruda PMDB   Sim
Leopoldo Meyer PSB   Sim
Luiz Carlos Hauly PSDB   Sim
Marcelo Almeida PMDB   Localidade: Não
Nelson Meurer PP PpPros Sim
Nelson Padovani PSC   Localidade: Não
Odílio Balbinotti PMDB   Sim
Osmar Serraglio PMDB   Sim
Professor Sérgio de Oliveira PSC   Sim
Rosane Ferreira PV   Sim
Rubens Bueno PPS   Sim
Sandro Alex PPS   Sim
Takayama PSC   Localidade: Não
Zeca Dirceu PT   Sim

Mato Grosso do Sul (MS)

Biffi PT Sim
Fábio Trad PMDB Sim
Geraldo Resende PMDB Sim
Mandetta DEM Sim
Marçal Filho PMDB Sim
Reinaldo Azambuja PSDB Sim
Vander Loubet PT Sim

 

 

 

Goiás (GO)

Flávia Morais PDT   Sim
Heuler Cruvinel PSD   Localidade: Não
João Campos PSDB   Sim
Leandro Vilela PMDB   Sim
Pedro Chaves PMDB   Sim
Roberto Balestra PP PpPros Sim
Ronaldo Caiado DEM   Sim
Sandes Júnior PP PpPros Sim
Thiago Peixoto PSD   Localidade: Não
Vilmar Rocha PSD   Sim

 

Distrito Federal (DF)

Augusto Carvalho Solidariedade Sim
Erika Kokay PT Sim
Izalci PSDB Sim
Jaqueline Roriz PMN Localidade: Não
Luiz Pitiman PSDB Localidade: Não
Policarpo PT Sim
Reguffe PDT Localidade: Não

 

 

 

 

Mato Grosso (MT)

Carlos Bezerra PMDB Sim
Eliene Lima PSD Sim
Júlio Campos DEM Sim
Nilson Leitão PSDB Sim
Roberto Dorner PSD Sim
Saguas Moraes PT Sim
Valtenir Pereira PROS PpPros Sim
Wellington Fagundes PR PrPtdobPrp Sim

 

 

São Paulo (SP)

Abelardo Camarinha PSB Sim
Alexandre Leite DEM Localidade: Não
Antonio Bulhões PRB Sim
Arlindo Chinaglia PT Sim
Arnaldo Faria de Sá PTB Sim
Bruna Furlan PSDB Sim
Cândido Vaccarezza PT Sim
Carlos Roberto PSDB Sim
Carlos Zarattini PT Sim
Devanir Ribeiro PT Sim
Dr. Ubiali PSB Localidade: Não
Edinho Araújo PMDB Sim
Eleuses Paiva PSD Sim
Emanuel Fernandes PSDB Sim
Francisco Chagas PT Sim
Guilherme Mussi PP PpPros Localidade: Não
Gustavo Petta PCdoB Sim
Hélcio Silva PT Sim
Iara Bernardi PT Sim
Ivan Valente PSOL Sim
Janete Rocha Pietá PT Sim
Jefferson Campos PSD Sim
Jorge Tadeu Mudalen DEM Sim
José Mentor PT Sim
Junji Abe PSD Sim
Keiko Ota PSB Abstenção
Luiz Fernando Machado PSDB Sim
Luiza Erundina PSB Sim
Mara Gabrilli PSDB Sim
Márcio França PSB Sim
Milton Monti PR PrPtdobPrp Sim
Nelson Marquezelli PTB Localidade: Não
Newton Lima PT Sim
Otoniel Lima PRB Sim
Paulo Teixeira PT Sim
Penna PV Sim
Renato Simões PT Sim
Ricardo Berzoini PT Sim
Ricardo Izar PSD Abstenção
Ricardo Tripoli PSDB Sim
Roberto de Lucena PV Sim
Roberto Santiago PSD Sim
Tiririca PR PrPtdobPrp Sim
Vanderlei Macris PSDB Sim
Vanderlei Siraque PT Sim
Vicente Candido PT Sim
Vicentinho PT Sim
Walter Ihoshi PSD Localidade: Não
William Dib PSDB Localidade: Não

 

 

 

 

Rio de Janeiro (RJ)

Alessandro Molon PT Sim
Alexandre Santos PMDB Abstenção
Anthony Garotinho PR PrPtdobPrp Sim
Aureo Solidariedade Sim
Benedita da Silva PT Sim
Celso Jacob PMDB Sim
Chico Alencar PSOL Sim
Deley PTB Sim
Dr. Adilson Soares PR PrPtdobPrp Sim
Dr. Carlos Alberto PMN Sim
Dr. Paulo César PR PrPtdobPrp Sim
Edson Ezequiel PMDB Sim
Edson Santos PT Sim
Eduardo Cunha PMDB Sim
Eurico Júnior PV Sim
Felipe Bornier PSD Sim
Fernando Jordão PMDB Sim
Fernando Lopes PMDB Sim
Francisco Floriano PR PrPtdobPrp Sim
Glauber Braga PSB Sim
Hugo Leal PROS PpPros Sim
Jair Bolsonaro PP PpPros Localidade: Não
Jandira Feghali PCdoB Sim
Jean Wyllys PSOL Sim
Jorge Bittar PT Sim
Leonardo Picciani PMDB Sim
Luiz Sérgio PT Sim
Manuel Rosa Neca PR PrPtdobPrp Sim
Marcelo Matos PDT Sim
Miro Teixeira PROS PpPros Sim
Otavio Leite PSDB Sim
Paulo Feijó PR PrPtdobPrp Sim
Rodrigo Maia DEM Sim
Romário PSB Sim
Simão Sessim PP PpPros Sim
Stepan Nercessian PPS Sim
Vitor Paulo PRB Sim
Walney Rocha PTB Sim
Washington Reis PMDB Sim
Zoinho PR PrPtdobPrp Sim

 

Minas Gerais (MG)

Ademir Camilo PROS PpPros Sim
Aelton Freitas PR PrPtdobPrp Sim
Antônio Roberto PV   Sim
Aracely de Paula PR PrPtdobPrp Sim
Bernardo Santana de Vasconcellos PR PrPtdobPrp Sim
Diego Andrade PSD   Localidade: Não
Dimas Fabiano PP PpPros Sim
Domingos Sávio PSDB   Sim
Dr. Grilo Solidariedade   Localidade: Não
Eduardo Barbosa PSDB   Sim
Fábio Ramalho PV   Sim
George Hilton PRB   Sim
Geraldo Thadeu PSD   Sim
Jairo Ataíde DEM   Sim
Jô Moraes PCdoB   Sim
João Bittar DEM   Sim
João Magalhães PMDB   Sim
Júlio Delgado PSB   Sim
Leonardo Monteiro PT   Sim
Lincoln Portela PR PrPtdobPrp Sim
Marcos Montes PSD   Sim
Marcus Pestana PSDB   Sim
Margarida Salomão PT   Sim
Mauro Lopes PMDB   Localidade: Não
Nilmário Miranda PT   Sim
Odair Cunha PT   Sim
Paulo Abi-Ackel PSDB   Sim
Renato Andrade PP PpPros Sim
Renzo Braz PP PpPros Localidade: Não
Rodrigo de Castro PSDB   Sim
Saraiva Felipe PMDB   Sim
Stefano Aguiar PSB   Sim
Vitor Penido DEM   Sim
Weliton Prado PT   Sim
 

 

Espírito Santo (ES)

Camilo Cola PMDB Sim
Cesar Colnago PSDB Sim
Dr. Jorge Silva PROS PpPros Sim
Iriny Lopes PT Sim
Lelo Coimbra PMDB Sim
Manato Solidariedade Sim
Rose de Freitas PMDB Sim
Sueli Vidigal PDT Sim

 

 

Bahia (BA)

Acelino Popó PRB   Sim
Afonso Florence PT   Sim
Alice Portugal PCdoB   Sim
Amauri Teixeira PT   Sim
Antonio Brito PTB   Sim
Antonio Imbassahy PSDB   Sim
Claudio Cajado DEM   Sim
Colbert Martins PMDB   Sim
Daniel Almeida PCdoB   Sim
Erivelton Santana PSC   Sim
Fábio Souto DEM   Sim
Félix Mendonça Júnior PDT   Sim
Geraldo Simões PT   Sim
Jânio Natal PRP PrPtdobPrp Sim
João Carlos Bacelar PR PrPtdobPrp Sim
José Nunes PSD   Sim
José Rocha PR PrPtdobPrp Sim
Josias Gomes PT   Sim
Jutahy Júnior PSDB   Sim
Lucio Vieira Lima PMDB   Sim
Luiz Alberto PT   Sim
Luiz de Deus DEM   Sim
Márcio Marinho PRB   Sim
Mário Negromonte PP PpPros Sim
Oziel Oliveira PDT   Sim
Valmir Assunção PT   Sim
Waldenor Pereira PT   Sim

 

Goiás (GO)

Flávia Morais PDT   Sim
Heuler Cruvinel PSD   Localidade: Não
João Campos PSDB   Sim
Leandro Vilela PMDB   Sim
Pedro Chaves PMDB   Sim
Roberto Balestra PP PpPros Sim
Ronaldo Caiado DEM   Sim
Sandes Júnior PP PpPros Sim
Thiago Peixoto PSD   Localidade: Não
Vilmar Rocha PSD   Sim

Mato Grosso (MT)

Carlos Bezerra PMDB Sim
Eliene Lima PSD Sim
Júlio Campos DEM Sim
Nilson Leitão PSDB Sim
Roberto Dorner PSD Sim
Saguas Moraes PT Sim
Valtenir Pereira PROS PpPros Sim
Wellington Fagundes PR PrPtdobPrp Sim

Sergipe (SE)

Almeida Lima PMDB Localidade: Não
Andre Moura PSC Sim
Fabio Reis PMDB Sim
Laercio Oliveira Solidariedade Localidade: Não
Márcio Macêdo PT Sim
Mendonça Prado DEM Sim
Rogério Carvalho PT Sim
Valadares Filho PSB Sim

Alagoas (AL)

Alexandre Toledo PSB Sim
João Caldas Solidariedade Sim
Paulão PT Sim

Pernambuco (PE)

André de Paula PSD Sim
Augusto Coutinho Solidariedade Localidade: Não
De Bruno Araújo PSDB Sim
Carlos Eduardo Cadoca PCdoB Sim
Fernando Coelho Filho PSB Sim
Jorge Corte Real PTB Sim
José Augusto Maia PROS PpPros Sim
Luciana Santos PCdoB Sim
Mendonça Filho DEM Sim
Paulo Rubem Santiago PDT Sim
Pedro Eugênio PT Sim
Raul Henry PMDB Localidade: Não
Roberto Teixeira PP PpPros Sim
Severino Ninho PSB Sim
Silvio Costa PSC Localidade: Não
Vilalba PP PpPros Sim
Wolney Queiroz PDT Sim
 

 

Paraíba (PB)

Aguinaldo Ribeiro PP PpPros Sim
Benjamin Maranhão Solidariedade Sim
Efraim Filho DEM Sim
Hugo Motta PMDB Sim
Major Fábio PROS PpPros Sim
Nilda Gondim PMDB Sim
Ruy Carneiro PSDB Sim
Wellington Roberto PR PrPtdobPrp Sim
Wilson Filho PTB Sim

Rio Grande do Norte (RN)

Felipe Maia DEM Sim
Henrique Eduardo Alves PMDB Arte. 17

 

 

Piauí (PI)

Assis Carvalho PT Sim
Hugo Napoleão PSD Sim
Jesus Rodrigues PT Sim
Júlio Cesar PSD Sim
Marllos Sampaio PMDB Sim
Osmar Júnior PCdoB Sim

Ceará (CE)

André Figueiredo PDT Sim
Aníbal Gomes PMDB Sim
Ariosto Holanda PROS PpPros Sim
Artur de Bruno PT Sim
Chico Lopes PCdoB Sim
Danilo Forte PMDB Abstenção
Domingos Neto PROS PpPros Sim
Eudes Xavier PT Sim
Gorete Pereira PR PrPtdobPrp Sim
João Ananias PCdoB Sim
José Airton PT Sim
José Guimarães PT Sim
Mário Feitoza PMDB Sim
Mauro Benevides PMDB Sim
Raimundo Gomes de Matos PSDB Sim
Vicente Arruda PROS PpPros Sim

Maranhão (MA)

Alberto Filho PMDB Sim
Carlos Brandão PSDB Sim
Cleber Verde PRB Sim
Davi Alves Silva Júnior PR PrPtdobPrp Sim
Domingos Dutra Solidariedade Sim
Francisco Escórcio PMDB Sim
Gastão Vieira PMDB Localidade: Não
Lourival Mendes PTdoB PrPtdobPrp Sim
Pedro Novais PMDB Sim
Pinto Itamaraty PSDB Sim
Professor Sétimo PMDB Sim
Sarney Filho PV Sim
Waldir Maranhão PP PpPros Sim
Weverton Rocha
 

 

Tocantins (TO)

Eduardo Gomes Solidariedade   Sim
Irajá Abreu PSD   Localidade: Não
Lázaro Botelho PP PpPros Sim
Osvaldo Reis PMDB   Obstrução
Professora Dorinha Seabra Rezende DEM   Sim

Acre (AC)

Antônia Lúcia PSC   Sim
Henrique Afonso PV   Sim
Perpétua Almeida PCdoB   Sim
Taumaturgo Lima PT   Sim
 

 

Rondônia (RO)

Anselmo de Jesus PT Sim
Carlos Magno PP PpPros Sim
Marcos Rogério PDT Localidade: Não
Moreira Mendes PSD Localidade: Não
Nilton Capixaba PTB Sim
Padre Ton PT Sim
 

 

Amazonas (AM)

Carlos Souza PSD   Sim
Francisco Praciano PT   Sim
Henrique Oliveira Solidariedade   Sim
Pauderney Avelino DEM   Sim
Rebecca Garcia PP PpPros Sim
Silas Câmara PSD   Sim
 

 

Pará (PA)

Arnaldo Jordy PPS   Sim
Cláudio Puty PT   Sim
Dudimar paxiúba PROS PpPros Sim
Elcione Barbalho PMDB   Sim
Giovanni Queiroz PDT   Localidade: Não
José Priante PMDB   Sim
Lira Maia DEM   Abstenção
Lúcio Vale PR PrPtdobPrp Sim
Miriquinho Batista PT   Sim
Zé Geraldo PT   Sim
Zequinha Marinho PSC   Localidade: Não
 

 

Amapá (AP)

Dalva Figueiredo PT   Sim
Davi Alcolumbre DEM   Sim
Evandro Milhomen PCdoB   Sim
Fátima Pelaes PMDB   Sim
Janete Capiberibe PSB   Sim
Luiz Carlos PSDB   Sim
Sebastião Bala Rocha Solidariedade   Sim
Vinicius Gurgel PR PrPtdobPrp Sim

 

Rio Grande do Sul (RS)

Alceu Moreira PMDB   Sim
Assis Melo PCdoB   Sim
Beto Albuquerque PSB   Sim
Danrlei De Deus Hinterholz PSD   Sim
Darcísio Perondi PMDB   Sim
Fernando Marroni PT   Sim
Henrique Fontana PT   Sim
Jose Stédile PSB   Sim
Luis Carlos Heinze PP PpPros Sim
Nelson Marchezan Júnior PSDB   Abstenção
Pepe Vargas PT   Sim
Renato Molling PP PpPros Sim
Vieira da Cunha PDT   Sim

OPINIÕES SOBRE COTAS RACIAIS 

 

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=950

 

www.conscienciabranca.comunidades.net

 

http://www.imil.org.br/blog/dez-motivos-para-ser-contra-as-cotas-raciais/

 

Cotas los concuros publicos São inconstitucionais decidir tribunal Clique Aqui:  http://www.juspodivm.com.br/noticias/noticias_1854.html

 

http://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/instituto-millenium/2010/03/08/as-cotas-raciais-ea-ditadura-do-politicamente-correto/

 

 

Neste projeto, de cota pra negros, querem excluir o escravo branco; porque eu fui escravo branco nos tempo dos senhores de fazendas alias, todos os pobres desta nação foram escravos e alguns continuam ainda, e agora? O político sério deverá defender uma cota social como equilíbrio educacional brasileira e não cotas para A ou B. Tem mas, o que aqueles descedentes de senhores de fazenda tem haver com os crimes de seus pais? Quer dizer que meu pai escravizou, matou e eu vou pra cadeia? A sociedade de hoje não deve mais nada somos um só povo misturamos tudo numa só panela.

 

 

 

Andreina | 25/02/2014 13:32

 

Totalmente contra a cota por vaga em concurso público. Poxa já é dado chance de entrar nas faculdades para estudarem. Se a educação não é boa pra eles a ponto de precisarem de ajuda para passar em um concurso imaginem para o pobre pois ate onde saiba todos estudam juntos se a educação é ruim para um também o é para o outro. Ou vocês estão dizendo que os negros não tem condições de aprender igualmente aos outros a ponto de necessitarem de ajuda para passar num vestibular e em um concurso? Os proprio representantes nos discriminam dizendo que vão nos ajudar com essas cotas nos diferenciando.
Nilson | 25/02/2014 14:55
Sou negro, mas não concordo com tais cotas pois concurso público tem como essência o mérito. Tais ações afirmativas somente se justificariam se o negro, a despeito de demonstrar o seu mérito, fosse impedido de ocupar um cargo público. O Brasil pode até ter preconceito, mas não tem conflito racial, como acontecia, por exemplo, nos EUA. Se é para jogar no lixo o mérito, o mais sensato seria estabelecer cotas sociais, o que certamente alcançaria boa parte dos negros. Na verdade,a solução para a desigualdade racial passa por políticas que elevem o nível da educação pública. O resto é demagogia.
Moizés | 26/02/2014 11:07
O que torna o certame desigual não é a cor das pessoas, mas a falta ou não de conhecimento. Quando uma pessoa faz um concurso público, não existe caderno de questões para negros e caderno de questões para brancos, todos recebem o mesmo caderno e com as mesmas questões. A medida quem tem ser tomada não é distribuir bondades inconstitucionais que diferenciam cidadãos pela cor de sua pele, mas sim formular projetos de lei que ocasionem um choque de gestão na educação pública, que é o verdadeiro fator de desigualdade na disputa de qualquer certame público.

 

José Henrique | 04/03/2014 21:21
Sou negro. Hoje, sou servidor federal. Consegui após grande luta. Sei o que é discriminação. É triste sofrer com preconceitos e desrespeitos. Mas, não quero cotas e nem oportunismos políticos. Quero respeito e oportunidades adequadas. Quero encontrar livros e materiais decentes nas bibliotecas públicas. Quero leis que obriguem as organizadoras de concursos a respeitar o candidato. Quero oportunidades sinceras.

 

Marcelo M. | 01/03/2014 00:56
O que ninguém comenta é que esse projeto de lei discrimina minorias (orientais) e privilegia a maioria (negros e pardos). Na visão de um oriental essa proposta é EXTREMAMENTE RACISTA.

 

Celso | 28/02/2014 15:28
Creio que seja uma distorção chamar de racismo a ausência de Afro descendentes no setor público. Empresas privadas são livres, e até podem não contratar alguém por questão de cor, infelizmente é assim. Mas no setor público não, o que vale é o contéudo que você coloca nas provas, o mesmo acontece com as universidades, as públicas pelo menos. Parece algo distorsivo você criar cotas para garantir o acesso a essas instituições públicas - Universidades ou Administração Pública - quando que, o problema de acesso não é uma questão de cor, mas de falta de aa uma boa educação.

 

Deixo Voces Hoje com UMA citação de George Bernard Shaw: ". Um Governo Que rouba de Pedro par dar à Paulo Podera Semper CONTAR com o Apoio de Paulo"

PPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAATTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTT

Peço a divulgação de minha homepage e a distribuição gratuita de cadernos contendo o Poema e a mensagem contra os "burocratas-ladrões" .

 

HISTÓRIA DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DE COR PRETA E MESTIÇA

 

Quem escreve é Paulo Trindade, mestiço ( com uma pinta de pele preta no braço)

 

Os motivos da construção e divulgação dessa biografia profissional são:

1 - Reabilitar-me de uma falta grave pois quando ingressei na Prefeitura atravéz de Concurso Público eu assinei juramento prometendo exercer o Cargo de Escriturário com honradez e dignidade. Em minha opinião,eu deveria ter denunciado o comportamento de meus chefes e de meus colegas de cor preta e mestiça-escura, e ter apresentado sugestões para melhorar o Serviço Público.

2 - É uma tentativa de descobrir a "Fórmula da Felicidade " de meus ex-colegas de cor preta e mestiça-escura.

Desde criança escuto as seguintes expressões:

"Preto não dá carreira certa" , "O negócio de crioulo é proliferar....é fazer filho" , "Se você ver um preto, você pode ter certeza de uma coisa: ou êle tem no mínimo 5 filhos, ou êle tem no mínimo 5 irmãos, ou êle mora em favela " , "Crioulo quando pega posição, acha que é "o bão" ." , "o que crioulo gosta mesmo é de cantar, dançar, e fazer filho". "Crioulo quando não "caga" na entrada, na saída  "borra".

Estou interessado em descobrir a "Fórmula da Felicidade " de meus ex-colegas.

Minha vida, e a vida de qualquer jovem , seria diferente se eu conhecesse a "Fórmula da Felicidade e a Fórmula para carreira profissional bem-sucedida " da "crioulada".

Exemplo:

Fiz curso de Engenharia de Agrimensura porque estava infeliz com o Cargo de Escriturário...

Fiquei três meses à-toa na Seção de Crédito e Registro ( SCR) e 17 meses à-toa na Seção de Determinação de Valores (SDV) saí dessa seção e fui para a Secão de Cadastro (SC) porque estava infeliz...

Pedi transferência da Secretaria da Fazenda e fui para a Secretaria Municipal de Educaçao porque estava infeliz...

Entrei para a Faculdade de Dioreito da U.F.M.G. porque estava infeliz na Secretaria de Educaçao...

Saí da Secretaria de Educação e fui para a Secretaria de Turismo porque estava infeliz ....

Pedi demissao da Prefeitura e entrei para o Governo Federal porque estava infeliz....

Desisti do Curso de Direito porque estava infeliz .....

 

 

         Em 1968 fiz o Concurso Público de Escriturario cujo edital anunciava haver 35 vagas sendo que eu obtive o 23 lugar e os crioulos Vandir Fernandes e José Cosme de Almeida  obtiveram classificação acima de 35, e eu que usava óculos de miopia (4 graus),  pedi a chefe da Seçao de Registro de  Pessoal Funcionário, a qual era uma mulher baixinha de bunda grande chamada Terezinha, sorridente, vestida luxuosamente,  para ser lotado na Secretaria de Obras porque tinha plano de fazer curso de Engenharia Civil, porém ela me disse  exibindo seus sovacos depilados , provavelmente perfumados,que nao tinha vaga lá, que lá não tinha nem mesa para eu sentar  e que eu iria para a Secretaria da Fazenda, porque lá estavam necessitadíssimos de funcionários.

Apresentei-me no Departamento de Rendas e então o diretor , o Célio Caetano Batista ,de óculos , se aproximou e me falou que foi ótimo eles terem me enviado para o departamento porque estavam precisando de "sangue novo" e voltou para dentro de uma sala.  Após alguns minutos notei que um sr. de óculos de lentes grossas de miopia estava olhando para mim o qual me falou para pedir para ser lotado no Gabinete. Respondi que eu  queria ir  era para a Secretaria de Obras , porisso podiam me colocar em qualquer lugar no Departamento de Rendas. Após alguns minutos um "crioulão", mestiço-escuro, de uns 1,85 m de altura, o Valdir Lopes, conduziu-me às SCR ( Seção de Crédito e Registro).

Ele nao me apresentou a ninguem, apenas indicou-me uma mesa para sentar.

Após alguns minutos  um senhor baixotinho que ocupava uma mesa , que parecida ser chefe levantou-se e saiu da seção.

Fiquei à-toa essa primeiro dia.

No dia seguinte aproximou-se de mim uma jovem chamada Ana Maria Gonçalves a qual me perguntou se eu ia assinar a lista de presente do  doutor Bernardes e eu disse que assinava porem perguntei : "Quem é doutor Bernardes ? eu começei ontem !"   Ela então respondeu  :  "aha ! então não precisa de assinar não"

Extranhamente ela era funcionária da seção. O doutor Bernades tinha pedido demissão.

Minha chefe passou a ser uma jovem senhora baixotinha chamada Dulcinéia a qual vinha todos os 20 dias do mês com uma vestimenta luxuosa, diferente, sem manga.

Durante os três primeiros dias aparecia na Seção, às 17 horas, um jovem preto de óculos de lentes grossas de miopia, o Wandir Fernandes, ( estagiário de Contabilidade do IMACO), o qual ficava em pé , ao lado de minha mesa, olhando para outros com cara-de-riso (FÓRMULA DA FELICIDADE).

Êle não respondia as minhas perguntas porém falou que êle tinha passado no Concurso de Escriturário e que a irmã dêle tambem tinha passado.... Quando falei que êle usava óculos de miopia...igual a mim , então respondeu que êle usava óculos " mas não era boboca....como muitos que existem por aí"

Uma jovem baixotinha, feia, chamada Eloisa, deu-me várias vias de recibos de pagamentos de impostos para registrar em uns livros e desapareceu da Seção.

Pedichefe baixotinha Dulcinéia a relação dos Bancos para evitar que eu anotasse errado porém ela me disse para não me preocupar porque a Edna iria conferir meu serviço. Edna era uma preta que estava na Seção até 12:30 e que voltava a aparecer às 17 horas.

Às 14 horas aparecia um preto de uns 50 anos, careca, o Moisés, ,trazendo um bule de café. Pelo menos uma vez por semana êle fazia "cena de humildade", isto é, falava com voz chorosa que êle tinha atrazado porque o cozinheiro demorara a entregar o bule, e que só entregara o bule para êle depois de "muita peleja". Êle desaparecia depois,e às vezes aparecia às 17 horas.

Na Seção havia várias mulheres de meia-idade à-toa, tranquilamente. E havia uma jovem chamada Ana Maria Gonçalves, que estava na Seção às 12 horas e às vezes voltava a aparecer às `17 horas.

Fiquei três meses à-toa, isto é, quando eu me aproximava da chefe baixotinha Dulcinéia, ela fechava os sovacos depilados, contraía os lábios e encolhia na cadeira.

Certo dia a chefe baixotinha foi substituida pela sra. Terezinha, (cor preta). Alguem me disse que era casada com um militar e que tinha um irmão que fora expulso da Prefeitura.

No mesmo dia a chefe preta Terezinha conduziu-me para uma mesa colada a mais duas, onde trabalhavam duas jovens baixotinha de mini-saia, em frente a uma mesa vazia.

Após 30 minutos escutei um grito "TEREZINHA.....NÓS NÃO QUEREMOS ELE AQUI ....!". Era uma mulher gorda, de óculos de lentes grossas de miopia, chamada Creusa. Após 15 minutos ela voltou a gritar a mesma coisa. Eu então levantei e voltei para minha mesa anterior. Após alguns minutos aproximei-me da chefe preta Terezinha, com a intenção de perguntar se ela queria que eu atendesse o balcão , porém ela se levantou e desapareu da Seção. Na quarta vez que ela agiu assim eu fui atraz dela e falei caminhando. O balcão era atendido somente pelas jovens baixinhas Noélia e Lourdinha e por um senhor William o qual aparecia às l4 horas e voltava a desaparecer ás 16 horas e era casado com uma jovem mestiça-escura chamada Nilza.

No dia seguinte a preta Terezinha falou-me que o Diretor tinha me transferido para a Seção de Determinação de Valores e conduziu-me para lá.

Após alguns minutos apareceu um senhor de uns 45 anos, o Avelino Antonio da Silva, o qual embora estivesse a alguns centimetros de mim deu um grito alto, raivoso, "o que cê tá fazendo aqui". Expliquei aterrorizado o que a chefe preta tinha me falado e então êle foi conversar com o Diretor.

Foi a única vez que êle apareceu às 1230 pois o horário normal dêle era de 15:30 às 16:30 , quando aparecia "em comitiva" com o Juarez, wellington, Teixeira, Reginaldo e às vezes de outras pessoas.

Após alguns dias sem fazer nada aproximou-se de mim o jovem preto, baixinho, o José Cosme de Almeida, o qual perguntou-me rindo (FÓRMULA DA FELICIDADE )se eu queria informar processos. Ele deu-me vários processos e a fórmula para executar o serviço escrita num papel. Êle disse-me que tambem passara no Concurso de Escriturário, que morava numa pensão pois era recém-chegado do Estado de Matyo Grosso, onde deixara seus seis irmãos ( pretos centamente). Nunca mais consegui dialogar com esse extranho "crioulinho", êle não me respondia. Comentei com êle que o Serviço Público não podia funcionar bem porque os piores funcionários eram os chefes ,porém êle me respondeu que "não tinha condições de dar opinião".

N S.D.V. várias vezes o "crioulinho" José Cosme e o Auxiliar de Escritório Fabiano de Cristo Mendonça Chaves ficaram em pé, ao lado de minha mesa, olhando para outros com cara-de-riso, (FÒRMULA DA FELICIDADE). O Fabiano era um sr. solteiro ,de 34 anos que morava em Contagem e que entrara recentemente na Prefeitura com o Concurso Público de Auxiliar de Escritório. Nunca consegui conversar com êle pois me ignorava com cara-de-riso. Passei a atender o balcão porque quem fazia isso era o jovem preto risonho Alair (FÓRMULA DA FELICIDADE ) o qual frequentemente desaparecia da Seção. Eu atendia o balcão mas reclamava diáriamente que êsse serviço deveria ser feito pelo Fabiano , o qual ficava de 12 às 17 horas mexendo e remexendo fichinhas de protocolo dentro de um caixotinho. Alguns anos depois descobri que ele fazia horas-extras no horário da manhã.

Na Seção havia um preto baixinho chamado Pedro Ferreira ( que dizia ser estagiário de Contabilidade, do IMACO) que não passara nos concursos públicos de Escriturário ou de Axiliar de Escritoóro, e que extranhamente desaparecia às 16 horas. Certo dia o chefe Avelino aproxmou-se dêle e falou com raiva para êle escolher "trabalhar lá ou cá". O preto ,após a saída do Avelino falou "vou continuar do mesmo jeito", e continuou desaparecendo às 16 horas. Alguns anos depois descobri que êle trabalhava na Imprensa Oficial também (acumulo ilegal de cargos públicos).

Certo dia sentei-me numa mesa que nunca vira ocupada, no fundo da Seção. Então o "crioulinho" josé Cosme aproximou-se e ficou em pé ao lado de minha mesa olhando com cara-de-riso (FÓRMULA DA FELICIDADE ) para o grupo ao longe formado pelo Juarez `Távora de Oliveira, Reginaldo Antrade (estudante de Direito da U.F.M.G.) os quais eram funcionários que não permaneciam na Seção. Então o Juarez separou-se do grupo apoximou-se de mim e deu um grito raivoso: "CÊ TÁ ACHANDO QUE MINHA CADEIRA É PAPEL HIGIÊNICO? "

3d02.gif3d03.gif

HISTORIA DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DE ÓCULOS, DE LENTES , E DE UM OLHO

Após alguns dias foi criada a Divisão de Cadastro, englobando a Seçao de Cadastro de Imoveis, a Seção de Cadastro de Profissionais e a Seção de Determinação de Valores.

O sr. Avelino , que OCUPAVA ( não quero dizer que exercia) foi promovido, isto é , passou a ocupar o cargo de Chefe da Divisão. ( a finalidade era ter aposentadoria melhor porisso não precisava exercer). Nunca vi o sr. Avelino usar óculos . Êle usava uma lupa para olhar plantas cadastrais. Êle certamente achava desnecessário e/ou deselegante.

O chefe da Seção de Determinação de Valores passou a ser o Alaor Ávila, o qual era um sr. de uns 50 anos, de óculos de lentes grossas de miopia, o qual ficava a tarde toda à-toa, sentado em cadeira giratória, fumando com piteira dourada, e cuja tarefa era escrever a letra A (era um visto) sem ler , nos processos informados pelos funcionários da Seção, os quais eram o José Cosme ( preto), Pedro Ferreira ( preto ,que era também funcionário da Imprensa Oficial), Wilson Quintino S. Cruz ( mestiço-escuro), Marco Antonio Araujo ( usuário de óculos,baixinho, canhoto, de calça justa).. êsses não tinham conseguido passar no Concurso da Prefeitura........e também pelo Fabiano. O Fabiano era solteiro, de 34 anos, morador em Contagem,(êle me disse ,não sei porque, que somente enxergava de um olho) e que virava as páginas dos processos e apontava com o dedo onde o vagabundo chefe Alaor devia escrever , sem ler a letra A ( era um "visto").

No fundo da Seção havia um sr. de óculos ( uso constante) , o Luiz Cândido Assumpção, o qual ficava à - toa toda a tarde, porém não deixava de comparecer.

Certa vez perguntei-lhe porque não pleiteava um cargo de chefe, por exemplo , tomando o lugar do Avelino ou do vagabundo Alaor, ou então, porque não fazia serviços externos porque aí ele poderia exercer outros serviços particulares também, ao invés de ficar à-toa, pois como trabalhador braçal êle devia ganhar uma micharia, e ele respondeu-me chamando-me de "Paulinho" que nao ia viver muito porque quando êle via a cara do Avelino êle tinha vontade de morrer, e que não adiantava pedir cargo de chefe porque os políticos eram desonestos. Trabalhava tambem na Seção ( serviços externos ) o irmão dêle , o Emílio Assumpção ( usava óculos de lentes grossas).

( o Luis Assumpçao , após a aposentadoria do Avelino, em 1971,foi nomeado chefe ,aposentou-se em 1973, e está vivo até hoje......recebendo salario de chefe.....)

Não querendo dar um ponta-pé no chefe Alaor, devido ao medo das consequências, pedi serviço ao chefe da S.C. (Seção de Cadastro) , o "crioulo" Wanir Raimundo de Almeida, o qual agiu igual ao "crioulinho" José Cosme de Almeida, isto é, deu-me vários Processos para informar, rindo, ( FÓRMULA DA FELICIDADE ) juntamente com a "fórmula" para execução do serviço escrita numa folha de papel. Em seguida desapareceu da Seção. 
No dia seguinte ao chegar à seção , como não encontrei o "chefe crioulo" fiquei sentado , até que chegou uma srta. de óculos,solteirona de uns 30 anos, usando blusa sem mangas, perguntou-me se tinha visto o Wanir, e como eu lhe expliquei que estava esperando-o para me arranjar serviço, ela pediu-me para ajudá-la , em seu serviço. Sentei-me ao lado dela e ela passou a me ensinar a tarefa tratando-me de "Paulinho" à cada informação. 
No dia seguinte o "chefe crioulo" deu-me rindo (FÓRMULA DA FELICIDADE ) uma pasta em cuja capa estava escrito "Papeletas Paulinho" . Eram papeletas com nomes de pessoas falecidas recentemente,originadas das Procuradorias da Prefeitura e do Governo Estadual para informação de propriedades imobiliárias. A Srta. Maristela, solteirona, de óculos, mudou-se de sua mesa, que era a mais distante do "chefe crioulo" para a mesa mais próxima dele. 
Esse "chefe crioulo" me tratava como "Paulinho" , porém saia rindo da Seção (FÓRMULA DA FELICIDADE ) toda vez que eu me aproximava dele para conversar ou perguntar qualquer coisa . 
Certa vez, quando a solterona Maristela estava próximo, respondeu-me rindo ( FÓRMULA DA FELICIDADE ) que não sabia o que significava as letras dv que constavam em todas as guias de impostos. 
A história continua.....

Nas próximas páginas falaremos de : Gondomar Alves Catão, Edy Falcão, Raul Lopes Muradas, Dayse Protzner, Moacir Altolfo Tibúrcio, Antonio Mendes Castilho, Roberto Porto Fonseca, Clenio Tadeu , Jesus Januzzi ...

PPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPAAAAAAAAAAAAAAPPPPPPAPPPPPPPPPPP



Created: 26/08/2012
Views: 3756
Online: 0